Prótese de Silicone e Câncer de mama: saiba tudo sobre o assunto!

É mulher e já pensou em colocar próteses de silicone? Esta é uma busca crescente e está relacionada a inúmeras questões:

  • Aumentar o tamanho das mamas;
  • Desejo de combater a flacidez;
  • Problemas atrelados a autoestima;
  • Correção de assimetrias mamárias;
  • Pós-operatório de cirurgia para câncer de mama;
  • E outros fatores.

Independente do motivo que a esteja levando a buscar uma prótese de silicone, você deve ter algumas dúvidas relacionadas à saúde das mamas e é imprescindível saber tudo acerca do assunto. Confira detalhes a seguir!

Tive câncer de mama. Posso colocar silicone?

Sim! Se você teve câncer de mama há pouco ou muito tempo, a reconstrução mamária pode ser feita e é recomendada pela maioria dos médicos. Ela está associada às questões estéticas e de autoestima da paciente, que costuma ficar debilitada após o tratamento. Antes de passar pela reconstrução, a mulher deve estar fisicamente apta – e esta avaliação é feita pelo mastologista em conjunto com o oncologista.

A reconstrução é tão importante que é um direito garantido pelo SUS e pelos convênios médicos à toda mulher que passou por cirurgia para tratamento de câncer de mama!

Há várias técnicas cirúrgicas disponíveis de reconstrução de mama:

  • Prótese de silicone ou expansores;
  • Transposição de retalho de músculo com gordura e pele de outro local (como costas ou abdomen) para a região das mamas;
  • Enxerto de gordura; dentre outras.

A melhor técnica para a paciente deve ser avaliada juntamente com o cirurgião.

A Prótese de Silicone pode causar câncer de mama?

Este é um MITO amplamente divulgado em redes sociais e na internet como um todo. A prótese de silicone, por si só, não aumenta as chances de câncer de mama.

Esta polêmica surgiu após a correlação entre Linfoma Anaplásico de Grandes Células (ALCL) e a cápsula formada pelo organismo após a colocação do implante – esta cápsula nada mais é que uma reação esperada do sistema imune na tentativa de “barrar” o corpo estranho (que seria o silicone). Porém, fique tranquila, a evolução da cápsula da prótese para o Linfoma que falamos é raríssima e este é um câncer de células do sistema de defesa, e não da mama em si. Por isso, as próteses de silicone continuam sendo consideradas seguras para uso e não causam câncer de mama.

De qualquer maneira, antes de realizar a cirurgia plástica, é imprescindível buscar um mastologista de sua confiança para esclarecer as dúvidas e verificar se está tudo bem!

Mamografia após colocação de silicone

Este é outro tema extremamente polêmico, que acaba afastando muitas mulheres da mamografia, um exame extremamente importante para a detecção precoce do câncer de mama.

O exame clínico e a mamografia devem ser realizados anualmente por todas as mulheres acima de 40 anos, independente se há prótese de silicone ou não. Em caso de histórico de câncer de mama em familiares, é preciso avaliar em consulta qual é a melhor idade para início dos exames.

Então, pode ser que você esteja se perguntando qual seria o risco de a mamografia levar ao rompimento das próteses, não é?

Mamografia é segura para quem tem próteses; elas não estouram! Atualmente, existem técnicas de posicionamento da mama sobre o aparelho específicas para esses casos, e que permitem uma boa avaliação de possíveis alterações suspeitas. A máquina ainda possui reguladores da pressão que é exercida sobre as mamas, para que não seja algo excessivo.

O rastreamento do câncer de mama com ultrassom associado pode ser considerado, e isso dependerá da avaliação individual, bem como opinião médica e da paciente.

A Prótese de Silicone realmente aumenta a autoestima?

Excited female model with trendy hairstyle laughing in her room. Indoor shot of lovely caucasian girl enjoying morning while sitting at home.

Embora esta pareça ser uma pergunta fácil de responder, ela admite múltiplas respostas! Muitas mulheres têm dificuldades em aceitar o próprio corpo e acabam recorrendo a cirurgias estéticas. Porém, quando não se tem a autoaceitação, dificilmente este problema será combatido com uma plástica.

Então, muito mais que a prótese de silicone, é necessário entender o que vem acarretando o problema da autoestima, como exemplo:

  • Existência de alguma doença psicológica (como a depressão);
  • Vergonha de si mesma;
  • Invalidação dos seus pontos positivos;
  • Falta de confiança em si;
  • Falta de cuidados consigo mesma;
  • Falta de apoio do cônjuge, família e/ou amigos;
  • Algum trauma vivido; dentre outros.

Se você tem dúvidas sobre os reais motivos que estão a levando a se sentir assim, é interessante buscar acompanhamento com um psicólogo. Desta forma, a cirurgia plástica corrigirá alguma imperfeição física, mas sua mente também estará aberta a se sentir mais bonita.

Vamos lá!

A prótese de silicone é algo cada vez mais disponível para a população, e inclusive, ofertado pelo SUS gratuitamente após a mastectomia para remoção de câncer de mama. Diferente do que prega o senso comum, o implante não aumenta as chances de câncer de mama, nem é uma contraindicação para a realização rotineira de mamografia.

E, sim, se a prótese de silicone aumentará sua autoestima e a admiração pelo seu corpo físico, nós recomendamos!

Ainda tem dúvidas sobre o assunto? Busque um mastologista de sua confiança!