A fitoterapia pode ser usada para emagrecer?

Estima-se que, atualmente, mais de 60% da população esteja acima do peso recomendado para sua idade, altura e sexo. Este consiste em um problema de saúde pública, afinal o sobrepeso e a obesidade estão atrelados a uma série de condições:

  • Hipertensão arterial (popularmente chamada de pressão alta);
  • Diabetes e pré-diabetes;
  • Vários tipos de cânceres (como o de mama);
  • Eventos cardiovasculares (como infarto do coração e derrame);
  • Infertilidade;

E muito mais.

Além de melhorar a qualidade de vida e o bem-estar, o emagrecimento pode prevenir uma série de doenças e agravos à saúde! E, hoje, temos muitas alternativas de tratamento para nos ajudar a alcançar a meta de peso. Uma delas é a fitoterapia para emagrecer! Neste artigo, falaremos mais sobre o assunto. Confira!

Em que consiste a Fitoterapia?

A naturopatia é uma grande área da medicina que se baseia no uso de terapias naturais para prevenir e/ou tratar doenças. Dentro deste grande grupo de práticas, temos a fitoterapia.

Então você deve estar se perguntando do que trata a fitoterapia, correto?

De modo resumido e simplificado, pode-se dizer que ela usa plantas para fins medicinais, sempre visando extrair o máximo de benefícios possíveis. Inclusive, é possível utilizar a fitoterapia para emagrecer, ou mesmo para se manter no peso desejado.

Benefícios da Fitoterapia para emagrecer

Dentre as opções de tratamento para emagrecer, existem os medicamentos utilizados para a perda de peso. É uma lista grande, porém, a maioria deles conta com efeitos adversos. Outra opção seria a realização de cirurgia bariátrica (“redução de estômago”) para os obesos, o que também possui riscos e benefícios associados.

A outra opção muito interessante é a fitoterapia para emagrecer.  Conheça alguns dos seus benefícios:

  • Efeitos colaterais reduzidos;
  • Pode ser retirada a qualquer momento, sem causar qualquer desconforto;
  • Tem baixo custo;
  • É um tratamento seguro (considerando indicação individualizada).

Além disso, já existem evidências científicas (ou seja, estudos feitos por especialistas) que comprovam os benefícios desta modalidade de tratamento. Claro que é fundamental a sua associação a uma reeducação alimentar, sendo recomendado acompanhamento nutricional por profissional capacitado, bem como prática de exercícios físicos com regularidade – o que faz bem não apenas para emagrecer, mas para a saúde geral.

3 Fitoterápicos para Emagrecer

Se você gostou da ideia de utilizar “medicamentos naturais” para perder peso, deixo 3 opções para conhecer. Mas, lembre-se de consultar um médico para que possa escolher a melhor opção dentro de um tratamento adequado. São eles:

Canela (Cinnamomum zeylanicum)

Sem dúvidas, você já ouviu falar nas vantagens da canela para emagrecimento, especialmente na forma de chá. Os principais benefícios desta especiaria natural vão muito além da perda de peso:

  • Age combatendo radicais livres;
  • Acelera os efeitos de queima de gordura causados por exercícios físicos;
  • Auxilia a digestão;
  • Reduz a inflamação do organismo, inclusive dos vasos sanguíneos.

O uso da canela como uma fitoterapia para emagrecer pode ser feito pela forma de casca. Use de 0,5 a 2g em 150ml de água fervente. Tome o líquido de 2 a 6 vezes por dia, de preferência entre as refeições.

Existem algumas contraindicações para o uso da canela, como pacientes gestantes, portadores de gastrite e outras condições. Por isso, sempre é importante consultar seu médico!

Chá verde

O chá verde é outro emprego da fitoterapia para emagrecer, e sem dúvidas algum familiar, vizinho ou mesmo amigo já te falou sobre o assunto! Mas, os benefícios vão muito além do conhecido pela população:

  • Tem ação anti-inflamatória;
  • Diminui a presença de lipídeos (gorduras) no sangue;
  • Reduz os níveis de glicemia (açúcar);
  • Auxilia na eliminação de toxinas presentes no organismo.

O ideal é ingerir uma ou duas xícaras de chá ao dia. Tenha cuidado, pois devido à presença de cafeína na composição, você pode ter taquicardia (aumento dos batimentos cardíacos) e/ou insônia. Evite tomá-lo à noite.

O chá verde deve ser usado com cautela (apenas sob orientação médica) em pacientes com problemas de estômago, coração, rim e/ou fígado.

Gengibre (Zingiber officinale)

Além do uso de gengibre na fitoterapia para emagrecer, ele apresenta benefícios semelhantes aos fitoterápicos comentados anteriormente, incluindo a diminuição da inflamação no organismo e estímulo à queima de gordura.

Além disso, ele é conhecido na medicina popular pela eliminação de dores reumatológicas (exatamente pela redução da inflamação), bem como pelo estímulo à imunidade.

Para conhecer suas indicações, contraindicações e formas de uso, consulte um naturopata de sua confiança.

Fitoterapia para emagrecer: uso conjunto ou isolado?

Anteriormente, apresentamos 3 opções de fitoterapia para emagrecer. Então, é possível que você esteja se perguntando se é melhor usá-las de modo isolado ou juntamente.

Um estudo recente mostrou que a combinação de gengibre, canela e chá verde é muito mais significativa que o uso isolado das ervas, especialmente quando se quer reduzir a glicemia pós-prandial (ou seja, os níveis de açúcar no sangue após as refeições).

Para quem a fitoterapia para emagrecer é recomendada?

Além dos benefícios estéticos do emagrecimento, sabe-se que o peso ideal é uma questão de saúde. Também, os fitoterápicos são aliados no tratamento de pacientes pré-diabéticos e diabéticos. As plantas indicadas acima – canela, gengibre e chá-verde – tem muitos benefícios, além de ajudar na perda de peso.

Lembre-se que mesmo as terapias naturais não estão isentas de risco – e podem agravar alguma doença e/ou interagir com medicamentos de uso contínuo. Por isso, antes de iniciar o uso destas plantas e aproveitar dos seus benefícios, consulte um médico naturopata!